Gestão Comercial Para E-Commerce: Passo-a-Passo

Atualmente, existem muitas facilidades para quem deseja começar um e-commerce. Contudo, é preciso lembrar que negócio virtual é um empreendimento como outro qualquer e, portanto, é preciso entender de gestão comercial para e-commerce.

Dessa forma, o empreendedor deve lançar mão das ferramentas certas para gerir sua loja virtual e expandir as vendas.

Além disso, devido a toda facilidade existente para quem deseja iniciar no ramo, a cada dia surgem mais e mais lojinhas online, criando maior concorrência e, por isso mesmo, exigindo menos amadorismo da parte dos empreendedores.

Assim sendo, a gestão comercial para e-commerce é de máxima importância para reduzir riscos, bem como potencializar oportunidades.

A seguir, confira um passo-a-passo que elaboramos com o intuito de te ensinar o básico sobre gestão comercial para e-commerce.

Desenvolvendo um planejamento inteligente

Um planejamento eficiente inevitavelmente conduzirá seu negócio a obter resultados bastante satisfatórios.

Claro que é preciso estar com a percepção afiada para captar indícios vindos do mercado e que, se bem aplicados nos negócios, darão um up nas vendas.

Mas gestão comercial para e-commerce não funciona assim. Antes de mais nada, seu planejamento deve conter ações de curto, médio e longo prazo.

Algumas perguntas deverão ser feitas nesse processo, tais como:

  1. O que devo fazer para atingir meus objetivos com o e-commerce?
  2. Quem deve desenvolver determinadas ações?
  3. Quando essas ações deverão ser realizadas?
  4. Como realizar essas ações?
  5. Quanto terei de desembolsar para que tudo seja feito?
  6. Onde as ações serão realizadas?
  7. Por que devo realizar cada uma das ações?

Após responder a todos estes questionamentos, você terá pronto em suas mãos um planejamento e, a partir dele, poderá orientar-se na estruturação do seu e-commerce.

Próximo passo da gestão comercial para e-commerce é analisar o mercado

A etapa agora pede uma avaliação minuciosa do mercado em que irá atuar.

É apenas com essa análise que você conseguirá oferecer ao seu público-alvo uma experiência única e satisfatória.

Assim, ofertará os melhores produtos, formas de pagamento variadas, serviço de entrega rápido e eficaz, bem como um atendimento excelente!

 

Além disso, ao analisar o mercado, você poderá agregar elementos importantes à sua estratégia de marketing para desenvolver uma campanha de sucesso e, consequentemente, atrair um maior número de clientes.

Ademais, a boa gestão comercial para e-commerce pede a utilização de uma plataforma atual, uma vez que ajudará muito no conhecimento de sua área de atuação, pois possibilitará monitorar melhor quem consome em sua loja online.

Esse monitoramento permite que o empreendedor saiba detalhes importantes acerca de seu público-alvo.

Alguns destes detalhes dizem respeito à idade, onde moram e até a média de tempo que cada usuário permanece no site.

Otimizando determinados tipos de operações

Para que você consiga, com precisão, detectar problemas que podem causar danos ao empreendimento, é preciso ter maior controle sobre o estoque.

Caso contrário, pode acontecer de alguns produtos ficarem parados por muito tempo, ou mesmo sua loja deixar de vender por estar faltando alguma mercadoria.

Além disso, otimizar operações logísticas diminuirá as chances de causar atraso na entrega dos clientes.

Vale ressaltar que o perfil do consumidor moderno é exigente quanto à questão do tempo de entrega do produto, assim, evite que seus clientes tenham de esperar demais pela mercadoria comprada.

Quanto mais rápido o produto chegar na casa do consumidor, mais satisfeito ele ficará.

Com isso, a gestão comercial para e-commerce deve dar um foco especial ao acompanhamento logístico.

Você pode fazer uso de aplicativos para auxiliar no processo, tornando algumas das etapas automatizadas e, assim, agilizando as atividades.

Uma boa gestão comercial para e-commerce pede acompanhamento de métricas

Dentre as diversas vantagens de uma loja virtual, uma sobressai-se às lojas físicas: quase todas as atividades que envolvem a estruturação do e-commerce são realizadas através de um computador.

Ou seja, a máquina registra praticamente todas as ações ocorridas ali.

Dessa forma, você pode, sempre que quiser, acessar diversas informações que irão agilizar bastante a gestão comercial para e-commerce.

Dentre essas ações, podemos citar retorno sobre o investimento, frequência de abandono de carrinho, conversão de novos clientes, bem como fonte de tráfego.

Para facilitar o acesso a essas métricas, o empreendedor pode buscar por plataformas que possuam essa função e começar ali o seu e-commerce.

O que pode ser mudado?

É importante ressaltar que o planejamento deve ser acompanhado paralelamente à análise do conjunto de métricas.

Aliás, só assim você poderá identificar se sua gestão está, de fato, de acordo com seus objetivos ou indo contra eles.

Caso perceba que a situação está indo para outro rumo, você já terá em mãos informações suficientes para aplicar modificações na maneira como está gerindo seu e-commerce.

Inclusive, nunca esqueça que todos esses passos devem ser tomados de forma contínua.

Não há data limite e, se deseja que sua loja virtual seja um sucesso, terá de realizar mudanças pontuais com frequência – tudo com vistas a melhorar o negócio de maneira geral.

Mas por fim, qual a finalidade da gestão comercial para e-commerce?

A resposta é bem simples: ela é necessária para que sua loja virtual não venha à falência.

Não adianta oferecer bons produtos com preços acessíveis, se a gestão do seu negócio não for eficiente.

Quer ver um exemplo? De que adianta oferecer roupas de uma marca conceituada no mercado, com preços excelentes, se sua loja não cumpre com os prazos de entrega da mercadoria?

Outro exemplo bem típico é perceber que há uma grande quantidade de produtos no estoque porque ninguém compra. Tudo isso gera prejuízo, pois ocupa espaço e diminui o capital de giro de seu e-commerce.

Neste último caso, a gestão falhou ao não estudar atenciosamente acerca dos interesses do público-alvo, deixando de oferecer, assim, produtos que realmente atendam às necessidades dos clientes.

Está aí a importância da gestão comercial para e-commerce. Aliás, uma vez que a área comercial vá mal, o setor de marketing com certeza sofrerá impactos.

Portanto, uma boa gestão evitará que seu negócio virtual sofra prejuízos por conta de questões como essas.

Como uma gestão comercial para e-commerce funciona na prática?

Na prática, a gestão é como se fosse uma integração entre as diversas atividades de uma loja online.

 

Como já assinalamos, primordialmente deve-se desenvolver um planejamento eficiente, onde o empreendedor colocará no papel todas as metas a serem alcançadas.

Dessa forma, não haverá dúvidas acerca de cada uma das áreas de seu empreendimento virtual.

Como proprietário de um negócio virtual, você terá a função principal de monitorar todas as ações que ocorrem ali.

Caso perceba que um dos setores de seu empreendimento não está funcionando da maneira correta, terá de saber solucionar a questão da forma mais ágil e eficiente possível.

E é aqui que reforçamos mais uma vez a importância de uma gestão comercial para e-commerce bem estruturada.

Uma vez que o conflito é identificado, fica muito mais fácil encontrar uma solução inteligente. E quanto mais rápido o problema é detectado, maiores as chances de resolver tudo com rapidez e ótimos resultados.

Quais áreas da loja virtual que a gestão de e-commerce envolve?

As principais áreas envolvidas na gestão comercial para e-commerce são:

Finanças

No momento de começar um negócio virtual, a parte financeira comumente é a mais importante.

Aliás, é a partir dela que você conseguirá detectar se seu empreendimento é ou não viável, bem como poderá definir seu limite de gastos, buscar investimentos, traçar metas e estudar indicadores.

 

Além disso, é a parte financeira que orienta quanto do orçamento será dispensado a cada área do e-commerce.

Finalmente, o setor de finanças ficará igualmente encarregado de estipular métricas que serão usadas na hora de avaliar se o negócio está ou não angariando bons resultados.

Comercial

Claro, nesta área, o objetivo é vender. É preciso traçar estratégias que possam impactar potenciais clientes.

Seria interessante para o empreendedor fechar parcerias vantajosas para seu e-commerce, trazendo para o negócio elementos extras que influenciarão resultados positivos.

Integre também a este setor a área de marketing. Os dois, juntos, conseguirão alcançar excelentes resultados!

Estoque

Já sabe onde irá alocar todos os produtos de sua loja virtual? Já desenvolveu um método de organização das mercadorias?

Caso não saiba, o estoque também faz parte da gestão de comércio para e-commerce.

 

Faça uma checagem constante dos produtos estocados, analisando quais os itens que estão tendo dificuldade em sair.

A partir disso, poderá oferecer promoções ou baixar consideravelmente o preço desse produto para que fique mais chamativo e, enfim, saia do estoque.

Marketing

Este é o setor responsável por realizar a comunicação entre seu e-commerce e o público-alvo.

Nesta área, o principal objetivo é fortalecer a presença da sua loja virtual nas redes sociais.

Assim, torna-se uma parte importante da gestão comercial para e-commerce, uma vez que é a partir da ação deste setor que mais pessoas serão atraídas a conhecer seu negócio.

É importante produzir um conteúdo que agregue valor aos usuários, pois esta é uma maneira inteligente de aumentar o tráfego orgânico em seu e-commerce.

Por fim, é no setor de marketing onde serão traçadas estratégias de divulgação da loja virtual como, por exemplo, quais canais de comunicação

 

são mais vantajosos de usar, definir a persona, bem como buscar as melhores formas de se comunicar com o público-alvo.